SEJA BEM VINDO!

BLOG DA PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO DE PARADA DE LUCAS

ARQUIDIOCESE DO RIO DE JANEIRO

PÁROCO PE. JERÔNIMO PESSANHA

9 de fev de 2014

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Intenções de oração do Papa para o mês de Fevereiro
O Santo Padre pede para rezar pela missão evangelizadora e pelas pessoas idosas
Por Redacao
ROMA, 03 de Fevereiro de 2014 (Zenit.org) - A intenção universal do apostolado da oração do Santo Padre para o mês de fevereiro de 2014 é "Para que a sabedoria e a experiência das pessoas idosas sejam reconhecidas na Igreja e na sociedade”. Por outro lado, a sua intenção evangelizadora é “para que sacerdotes, religiosos e leigos colaborem generosamente na missão de evangelização”.
Desde o início de seu pontificado, o papa Francisco tem insistido várias vezes que os idosos são "o tesouro da sociedade".
"Um povo que não respeita os avós é um povo sem memória e, portanto, sem futuro", disse em sua homilia de Santa Marta no dia 19 de novembro de 2013. Explicando que "os idosos são os que nos trazem a história, nos trazem a doutrina, nos trazem a fé e no-la deixam de herança. São os que, como o bom vinho velho, têm esta força dentro para dar-nos uma herança nobre”.
Da mesma forma, o Santo Padre alertou para o risco de excluí-los na sociedade.
Foi o que ele explicou no Rio de Janeiro na catedral, no encontro com os jovens argentinos, falando da exclusão dos “dois polos da vida que são as promessas dos povos”, os idosos e os jovens. “Exclusão dos anciãos, claro está, porque não se pode pensar que possa existir uma espécie de eutanásia escondida; ou seja, não se cuida dos anciãos; mas também está a euntanásia cultural: não lhes deixam falar, não lhes deixam atuar”, disse Francisco. Pedindo aos anciãos para “não desistirem de ser a reserva cultural do nosso povo que transmite a justiça, que transmite a história, que transmite os valores, que transmite a memória do povo”.
E mais uma vez insistiu neste Angelus do 29 de dezembro. Falou de “exilados escondidos”, dentro das próprias famílias. “Os anciãos, por exemplo, que as vezes são tratados como um estorvo. Muitas vezes penso que um sinal para saber como vão as coisas em uma família é ver como são tratadas as crianças e os anciãos”.
Trad. TS

FORMAÇÃO

Homilia do papa na Casa Santa Marta: a Igreja também nos quer quando estamos sujos, pois ela nos limpa
Francisco nos convida a pedir três graças de Deus: morrer na Igreja, morrer na esperança e morrer deixando o legado de um testemunho cristão
Por Redacao
ROMA, 06 de Fevereiro de 2014 (Zenit.org) - Como acontece toda manhã, o Santo Padre celebrou hoje a eucaristia na capela da Casa Santa Marta. Durante a homilia desta quinta-feira, ele refletiu sobre o mistério da morte e nos convidou a pedir três graças de Deus: morrer na Igreja, morrer na esperança e morrer deixando o legado de um testemunho cristão. Ao comentar a primeira leitura do dia, sobre a morte de Davi, que passou a vida a serviço do seu povo, o papa destacou três aspectos.
Em primeiro lugar, Davi morre "no seio do seu povo". Ele vive até o final "a sua pertença ao Povo de Deus. Ele tinha pecado: ele mesmo se chama de pecador, mas nunca saiu do seio do Povo de Deus! Pecador sim, traidor não! E esta é uma graça: permanecer até o fim dentro do Povo de Deus. Ter a graça de morrer no seio da Igreja, no seio do Povo de Deus. E este é o primeiro ponto que eu gostaria de enfatizar: pedir para nós também a graça de morrer em casa. Morrer em casa, na Igreja. E é uma graça! Isso não se compra! É um presente de Deus e temos que pedi-lo: Senhor, me dá o presente de morrer em casa, na Igreja! Pecador sim, todos, todos somos pecadores! Mas traidores não! Corruptos não! Sempre dentro! E a Igreja é tão mãe que também nos quer assim: muitas vezes sujos; mas a Igreja nos limpa, ela é mãe!".
Em segundo lugar, o papa destacou que Davi morre "tranquilo, em paz, sereno", na certeza de ir "para o outro lado para junto dos seus pais". Por isso, Francisco afirmou que "esta é outra graça: a graça de morrer na esperança, com a consciência de que estão nos esperando do lado de lá, de que no outro lado também continuaremos em casa, continuaremos em família", não estaremos sozinhos. "Esta é uma graça que queremos pedir, para que, nos últimos momentos da vida, saibamos que a vida é uma luta e que o espírito do mal quer vencer". O papa continuou: "Santa Teresinha do Menino Jesus dizia que, nos seus últimos tempos, havia uma luta dentro da sua alma, e, quando ela pensava no futuro, naquilo que a esperava depois da morte, no céu, ela sentia uma voz que dizia: 'Mas não, não sejas boba, só a escuridão te espera. Só a escuridão do nada te espera!'. É ela quem nos conta isso. E aquela voz é a voz do diabo, do demônio, que não queria que ela se fiasse de Deus. Morrer na esperança e morrer confiando-se a Deus! E pedir esta graça. Mas confiar em Deus começa agora, nas pequenas coisas da vida, e também nos grandes problemas: confiar sempre no Senhor, criar o costume de confiar-se ao Senhor e crescer na esperança. Morrer em casa, morrer na esperança".
O terceiro aspecto que o pontífice abordou foi a herança deixada por Davi. O papa recordou que há "muitos escândalos em torno da herança", "escândalos nas famílias, que as dividem". Davi, porém, "deixa a herança de 40 anos de governo" e "um povo consolidado, forte". O papa recordou ainda "um ditado popular que diz que cada homem, na vida, deve ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro: esta é a melhor herança!".
E Francisco nos convidou a perguntar: "Qual é a herança que eu deixo para os que vêm depois de mim? Uma herança de vida? Fiz tanto bem a ponto de as pessoas me quererem como pai, como mãe? Davi deixa essa herança para o filho dizendo a ele: ‘Sê forte e mostra-te homem. Observa a lei do Senhor, teu Deus, seguindo-a".
Ao encerrar a homilia, o Santo Padre declarou: "Esta é a herança: o nosso testemunho, como cristãos, legado aos outros. E alguns de nós deixam uma grande herança: pensemos nos santos que viveram o Evangelho com tanta força, que nos deixam um caminho de vida e um modo de viver como herança. Estas são as três cosas que me vêm ao coração na leitura deste fragmento sobre a morte de Davi: pedir a graça de morrer em casa, morrer na Igreja: pedir a graça de morrer em esperança, com esperança; e pedir a graça de deixar uma bela herança, uma herança humana, uma herança feita com o testemunho da nossa vida cristã. Que São Davi conceda a todos nós essas três graças!".

OFICINA DE ORAÇÃO E VIDA

OFICINA DE ORAÇÃO E VIDA

"DO ENCANTO DE DEUS
AO ENCANTO DA VIDA"

'Venham e vejam' (Jo 1, 39)

Início: 18 de fevereiro
de 15 às 17h (tarde) e 19h30 às 21h30 (noite)

Inscrições na Secretaria Paroquial

AULAS DE VIOLÃO E VIOLINO _ MINISTERIO DE MÚSICA


3 de fev de 2014

ENCONTRO PREPARATÓRIO PARA A VIDA MATRIMONIAL 2014 (ANTIGO CURSO DE NOIVOS)


ENCONTRO DE FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS NOVOS E ANTIGOS

CATEQUIZAR É AMAR
"Não fostes vós que me escolhestes. Fui eu que vos escolhi e vos destinei a ir e a dar fruto, e fruto que permaneça" (Jo 15,16)

Avisos paroquiais de 02/02 a 07/02/2014

- Dia 06/02 (5ª feira) - Hora Santa do Apostolado da Oração às 07:15 hs.

- Dia 07/02 (6ª feira)- Reunião e Missa do Apostolado da Oração às 07:15 hs.

- Dia 18 a 20/02 - Curso de formação para novos Catequistas às 19:30.

- Inscrições para o Batismo todo domingo após a missa das 09 h.

- Inscrições para Catequese e Crisma, após as Missas dominicais.

- Assinatura do Livro " Deus Conosco" 2014, valor R$ 75,00. Informações na secretaria durante a semana.

- Inscrições para o Pré-vestibular, procurar a secretaria durante a semana.

- Inscrições abertas para oficina de oração e vida. Inicio 18/02. Informação na secretaria durante a semana.

- A Pastoral Familiar informa que acontecerá o EPVM (Encontro Preparatório para Vida Matrimonial/ Antigo curso de noivo) nos dias 23/03 e 30/03 das 08 às 13 hs, inscrições na secretaria.