SEJA BEM VINDO!

BLOG DA PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO DE PARADA DE LUCAS

ARQUIDIOCESE DO RIO DE JANEIRO

PÁROCO PE. JERÔNIMO PESSANHA

27 de fev de 2012

ACOLHIDA DE PEREGRINOS DA JMJ 2013

Em breve nossa comunidade fará o convite! Aguarde!

Campanha para acolhida dos peregrinos da JMJ 2013 será lançada

 

Da Redação, com JMJ Rio 2013, Canção Nova

 

Uma das etapas principais da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) é a acolhida aos peregrinos que virão de todas as partes do mundo. Neste domingo, 4, será lançada nas paróquias da Arquidiocese do Rio de Janeiro a Campanha de Hospedagem para a JMJ Rio2013. Em entrevista ao Setor de Comunicação da JMJ, a responsável pelo Setor de Hospedagem, irmã Graça Maria, explica como será este processo.

Setor de Comunicação da JMJ – Como será a hospedagem dos peregrinos para a JMJ Rio2013?
Irmã Graça Maria – As hospedagens serão em casas de família, paróquias, escolas públicas e particulares, ginásios poliesportivos, casas de festas, centros comunitários e outros locais que sejam seguros e cobertos para que o peregrino possa ser alojado para pernoite.

JMJ – Qual a mensagem da campanha?
Irmã Graça – “Amai-vos mutuamente com afeição terna e fraternal. Socorrei às necessidades dos fiéis. Esmerai-vos na prática da hospitalidade” (Rom 12, 10.13). São Paulo resume como devem ser nossas equipes de hospedagem e famílias de acolhida.

JMJ – Como uma família é impactada ao abrir sua casa para receber um peregrino?
Irmã Graça – Ao exercitar uma das obras de misericórdia: “dar pousada ao peregrino”, a família sentirá a alegria e a oportunidade de dar testemunho e vivenciar sua fé e o dinamismo dos jovens de outras cidades, países e até mesmo continentes.

JMJ – Da mesma forma, como um peregrino é afetado por essa experiência?
Irmã Graça – “Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine”. O peregrino poderá experimentar essa caridade, virtude cristã, que ultrapassa todas as diferenças de cor, raça, cultura, povo e língua.

JMJ – O que é preciso para ser um hospedeiro?
Irmã Graça – Nós estamos trabalhando com “carbono zero”. Isto significa que iremos centralizar nossos cadastros pelo portal: www.rio2013.compthospedagem. Porém, sabemos que para muitos isso poderá ser um impedimento, e por esta razão estão sendo montados plantões paroquiais para atenderem estas pessoas que querem ser família de acolhida e não têm acesso à internet.
Também aqueles que quiserem oferecer seus estabelecimentos poderão entrar em contato conosco pelo email: hosped@rio2013.com, informando o endereço do local bem como nome e telefone de contato, para que possamos estar agendando uma visita e fazer posterior cadastro do mesmo.

JMJ – O que preciso oferecer aos peregrinos que ficarem em minha casa?
Irmã Graça – Levando em consideração que os peregrinos já trazem na bagagem saco de dormir ou colchonete, você deverá oferecer um espaço coberto e seguro para que ele possa pernoitar e fazer sua higiene pessoal.

JMJ – Quanto à alimentação dos peregrinos, quem é o responsável por ela?
Irmã Graça – O peregrino inscrito na JMJ terá alimentação completa (café da manhã, almoço e jantar), oferecida pela própria organização da JMJ. Quando não for feita essa opção no ato da inscrição, a alimentação será de responsabilidade do próprio peregrino.

JMJ – Sou de um bairro, mas atuo em paróquia de outro bairro. Onde me cadastrar como família de acolhida?
Irmã Graça – Na paróquia mais próxima de sua residência.

JMJ – Minha paróquia não tem chuveiro, mas queremos hospedar. O que fazer?
Irmã Graça – A equipe de hospedagem paroquial poderá organizar casas vizinhas que ofereçam o espaço para higiene pessoal dos peregrinos.

JMJ – Quero acolher voluntários. Preciso oferecer alimentação diária?
Irmã Graça – A família deverá oferecer o café da manhã e o jantar, enquanto o COL-Rio oferecerá o almoço. Porém, nos finais de semana a alimentação completa fica sob a responsabilidade da família acolhedora.

JMJ – Por que acolher de 21 a 31 de julho de 2013, se a JMJ é de 23 a 28 de julho de 2013?
Irmã Graça – Porque alguns peregrinos chegam antes da JMJ e/ou saem depois, por conta da disponibilidade de voos.

JMJ – Posso escolher quem eu quero hospedar em minha casa?
Irmã Graça – A distribuição dos peregrinos será feita por regiões linguísticas, portanto, você receberá em sua casa o peregrino de sua região linguística.

JMJ – Preciso buscar o peregrino no aeroporto para levá-lo até minha casa?
Irmã Graça – O coordenador do Setor Hospedagem enviará as informações sobre a paróquia de sua acolhida, endereço, acesso, facilitando o peregrino sobre sua chegada e acolhida.

JMJ – Para ser família de acolhida eu preciso estar o dia inteiro em casa?
Irmã Graça – O peregrino utilizará o alojamento e casas apenas para o pernoite e higiene pessoal, ficando o mesmo, durante todo o dia, em função das programações da JMJ Rio2013.

JMJ – O alojamento estará disponível durante todo o dia?
Irmã Graça – O alojamento é exclusivo para pernoite, permanecendo fechado durante o dia (refere-se a escolas, clubes, casas de festa, ou outros tipos de hospedagem que não sejam em casas de família).

JMJ – O peregrino deixará seus pertences (malas, roupas, saco de dormir) no alojamento?
Irmã Graça – Sim. No entanto, a equipe de hospedagem não se responsabilizará por objetos de valor deixados no local, e aconselha que cada jovem faça uso de cadeados e leve objetos de valor consigo.

JMJ – Haverá um voluntário que fale o idioma do grupo de peregrinos no local de hospedagem?
Irmã Graça – Sim. Caberá à Coordenação de Hospedagem solicitar ao Setor Voluntariado da paróquia uma equipe devidamente preparada para auxiliar os peregrinos.

JMJ – Onde me cadastrar como família de acolhida?
Irmã Graça – Em breve no portal: www.rio2013pthospedagem.

26 de fev de 2012

CF 2012: MENSAGEM DO NOSSO PAPA


"A saúde vai muito além de um simples bem estar corporal"

A mensagem de Bento XVI por ocasião da Campanha da Fraternidade 2012

Ao Venerado Irmão
Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida (SP) e Presidente da CNBB
Fraternas saudações em Cristo Senhor!

De bom grado me associo à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil que lança uma nova Campanha da Fraternidade, sob o lema «que a saúde se difunda sobre a terra» (cf. Eclo 38, 8), com o objetivo de suscitar, a partir de uma reflexão sobre a realidade da saúde no Brasil, um maior espírito fraterno e comunitário na atenção dos enfermos e levar a sociedade a garantir a mais pessoas o direito de ter acesso aos meios necessários para uma vida saudável.
Para os cristãos, de modo particular, o lema bíblico é uma lembrança de que a saúde vai muito além de um simples bem estar corporal. No episódio da cura de um paralítico (cf. Mt 9, 2-8), Jesus, antes de fazer com que esse voltasse a andar, perdoa-lhe os pecados, ensinando que a cura perfeita é o perdão dos pecados, e a saúde por excelência é a da alma, pois «que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, mas perder a sua alma?» (Mt 16, 26). Com efeito, as palavras saúde e salvação têm origem no mesmo termo latino salus e não por outra razão, nos Evangelhos, vemos a ação do Salvador da humanidade associada a diversas curas: «Jesus andava por toda a Galiléia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo o tipo de doença e enfermidades do povo» (Mt 4, 23).
Com o seu exemplo diante dos olhos, segundo o verdadeiro espírito quaresmal, possa esta Campanha inspirar no coração dos fiéis e das pessoas de boa vontade uma solidariedade cada vez mais profunda para com os enfermos, tantas vezes sofrendo mais pela solidão e abandono do que pela doença, lembrando que o próprio Jesus quis Se identificar com eles: «pois Eu estava doente e cuidastes de Mim» (Mt 25, 36). Ajudando-lhes ao mesmo tempo a descobrir que se, por um lado, a doença é prova dolorosa, por outro, pode ser, na união com Cristo crucificado e ressuscitado, uma participação no mistério do sofrimento d’Ele para a salvação do mundo. Pois, «oferecendo o nosso sofrimento a Deus por meio de Cristo, nós podemos colaborar na vitória do bem sobre o mal, porque Deus torna fecunda a nossa oferta, o nosso ato de amor» (Bento XVI, Discurso aos enfermos de Turim, 2 de maio de 2010).
Associando-me, pois, a esta iniciativa da CNBB e fazendo minhas as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias de cada um, saúdo fraternalmente quantos tomam parte, física ou espiritualmente, na Campanha «Fraternidade e Saúde Pública», invocando ­ pela intercessão de Nossa Senhora Aparecida ­ para todos, mas de modo especial para os doentes, o conforto e a fortaleza de Deus no cumprimento do dever de estado, individual, familiar e social, fonte de saúde e progresso do Brasil tornando-se fértil na santidade, próspero na economia, justo na participação das riquezas, alegre no serviço público, equânime no poder e fraterno no desenvolvimento. E, para confirmar a todos estes bons propósitos, envio uma propiciadora Bênção Apostólica.

Vaticano, 11 de fevereiro de 2012.
PAPA BENTO XVI

ROMARIA DO VICARIATO LEOPOLDINA_NOVAS NOTÍCIAS!

Onde também será celebrada a posse do novo Vigário Episcopal do Vicariato Leopoldina: Pe. Alex Siqueira da Paróquia N.S. do Loreto, Ilha do Governador.

24 de fev de 2012

CADASTRAMENTO DE CATEQUISTAS

CADASTRAMENTO DE CATEQUISTAS PELA CNBB

Com o objetivo de obter dados concretos sobre os catequistas no Brasil, e para saber como está sendo a presença deles nas paróquias, dioceses e regionais, a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico–Catequética, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), montou uma plataforma para cadastrar os catequistas do país através do site da CNBB.

As informações deste cadastro de catequistas serão processadas e permitirão a elaboração dos distintos projetos de evangelização com maior aproveitamento, partindo de uma realidade concreta de cada região.

Segundo o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, Dom Jacinto Bergmann, o cadastro do catequista é a certeza de que ele está contribuindo para o saber catequético.

Para realizar o cadastro, o interessado pode acessar o site da CNBB ou diretamente o link http://www.cnbb.org.br/intranet/catequistas/.

(FONTE:  http://www.arquidiocese.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm)

ATENÇÃO JUVENTUDE!


INSCRIÇÕES PARA CATEQUESE


Ajude-nos na divulgação!

21 de fev de 2012

Lei da Ficha Limpa

"Igreja está junto com a sociedade na Lei da Ficha Limpa"

Nessa quinta-feira, 16 de fevereiro, o Supremo Tribunal Federal aprovou a Lei do Ficha Limpa que será aplicada integralmente já nas eleições municipais desse ano. A lei, que prevê maior rigidez nos critérios de inelegibilidade dos políticos, foi elogiada pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta.

Para ele, a aprovação da Ficha Limpa é uma conquista da população. Não apenas pelo fato da iniciativa ter partido da própria sociedade civil que enviou ao Congresso Nacional um Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PL), mas também pelos benefícios que deve trazer a todos.

— A Lei da Ficha Limpa é uma decisão coletiva, e a Igreja está junto com a sociedade. Essa aprovação é uma perspectiva que se abre não só para a sociedade olhar para um futuro melhor na política, como também e é uma forma de a política caminhar cada vez melhor dentro da ética, destacou o Arcebispo.

Responsável pela coleta de 1,5 milhão de assinaturas que resultou no Projeto de Lei da Ficha Limpa, depois de aprovado pelo Congresso Nacional, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) disse que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em considerar válida a lei “será um presente à sociedade brasileira”.

De acordo com o presidente da CNBB, Dom Raymundo Damasceno, a aprovação da lei "não deverá resolver todo o problema da corrupção, mas facilita a melhor escolha de políticos, mais preparados e qualificados". Para o religioso, o controle da corrupção será mais eficiente depois da reforma política

* Fonte: Portal Um e Agência Brasil

(Fonte: http://www.arquidiocese.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm)

8 de fev de 2012

LOGO DA JMJ RIO 2013

Logomarca oficial da JMJ Rio2013: Conceito

Conceito
Com base no trecho da Palavra do Evangelho de São Mateus, percebe-se a necessidade de expressar uma referência direta à imagem de Jesus e ao sentido do discípulo. Neste episódio, Jesus se encontrou com seus discípulos em uma montanha, após sua ressurreição. Como símbolo da cidade do Rio de Janeiro, o Cristo Redentor também se encontra em uma montanha e é um monumento reconhecido no mundo inteiro. O tema é uma palavra de ordem proclamada pelo próprio Senhor Jesus, e assim a Sua imagem possui destaque no centro do símbolo.
Os elementos do símbolo formam a imagem de um coração. Na fé dos povos o coração assumiu papel central, assim como o Brasil será o centro da juventude na Jornada Mundial. Também designa o homem interno por inteiro, se tornando nesta composição a referência aos discípulos que possuem Jesus em seus corações.
Os braços do Cristo Redentor ultrapassam a figura do coração, como o abraço acolhedor de Deus aos povos e jovens que estarão no Brasil. Representa nossa acolhida, como povo de coração generoso e hospitaleiro.
A parte superior (em verde) foi inspirada nos traços do Pão de Açúcar, símbolo universal da cidade do Rio de Janeiro, e a cruz contida nela reforça o sentido do território brasileiro conhecido por Terra de Santa Cruz. As formas que finalizam a imagem do coração possuem a cor azul, representando o litoral, somada ao verde e amarelo que transmitem a brasilidade das cores da bandeira nacional.

(Fonte: http://www.rio2013.com/pt/noticias/detalhes/202/logomarca-oficial-da-jmj-rio2013-conceito)

1 de fev de 2012

YOUCAT

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA PARA JOVENS

O YOUCAT tem a mesma proposta do "Catecismo da Igreja Católica", sendo a linguagem seu maior diferencial. Estruturado em perguntas e respostas, o livro é dividido em quatro partes. A primeira, "Em que cremos", fala sobre a Bíblia, a Criação, a fé. A segunda, "Como celebramos", aborda os vários mistérios da Igreja, os sete sacramentos, explica a estrutura do ano litúrgico etc. A terceira, "A vida em Cristo", apresenta as virtudes, os dez mandamentos - e tudo o que se relaciona a eles -, questões importantes como o aborto, os direitos humanos, e demais temas. A última, "Como devemos orar", explica a importância da oração, o porquê de se rezar, o que é o terço, como rezá-lo, e assim por diante.

   
Queridos amigos e jovens!
Estudai o catecismo! Este é o desejo do meu coração.
Formai grupos de estudo e redes sociais, partilhai-o entre vós na Internet!(...)
 Dou-vos a minha bênção e oro cada dia por todos vós. 
Papa Bento XVI